terça-feira, 7 de dezembro de 2010

O Segredo de Seus Olhos (El Secreto de Sus Ojos)


Argentina - 2010 - 129 mim
Ao se aposentar do trabalho no Tribunal de Justiça Penal, Benjamín Espósito (Ricardo Darín) decide escrever um livro contando a história de um crime que acompanhou há 25 anos. Em paralelo, adentra às memórias de um passado mal resolvido.

A obra de Juan José Campanella ganhou o Oscar de 2010 na categoria de melhor filme estrangeiro e, embora seja classificado como Drama Policial, vai muito além do gênero e apresenta uma bela e tocante história.

Ao escrever seu livro, sua própria história romantizada, Espósito busca encontrar respostas e um sentido em sua vida:
Como se faz para viver uma vida vazia? Como se faz para viver uma vida... cheia de nada?
A partir disso, o filme transita entre eventos do passado e presente, em cortes temporais que deixam o espectador cada vez mais curioso e exaltado (mas não confuso).

O personagem de Espósito é muito bem construído; fortemente preso ao passado e, apesar de transmitir profunda e constante depressão, é dotado de insuspeito caráter e tem claro o significado do amor incondicional. Além de sentí-lo por Irene Menéndez (a belíssima Soledad Villamil), sua chefe de trabalho, também o identifica em Pablo Rago (Ricardo Morales), o esposo da vítima cujo assassinato ele conta em seu livro. É por essa forte e inquestionável razão que se envolve desenfreadamente no caso, sedento por justiça.

A justiça é tratada e proposta de forma surpreendente, causando maravilhoso espanto. Qual a pena mais indicada a um assassino? Quem tem o direito de decidir, uma vez que cada um tem sua própria concepção, grau de envolvimento e ponto de vista? Seria a pena de morte aplicável em alguma situação? O audacioso diretor expõe o controverso tema com estranha naturalidade e consegue desviar a opinião e bagunçar a convicção do espectador.

Em meio a toda complexidade de assuntos delicados e polêmicos, ainda há espaço para boas gargalhadas: O amigo alcoólatra de Espósito, Pablo Sandoval (o famoso comediante argentino Guillermo Francella), garante momentos de extrema comédia (a cena em que ele diz estar com o telefone quebrado é, facilmente, uma das mais hilárias que já tive o prazer de ver). Afora as cenas engraçadas, ele ainda consegue justificar, de forma plausível, seu vício.

O belíssimo título do filme é refletido nas cenas, deixando o filme ainda mais belo e comovente. Olhares carregados de expressões e sentimentos, constantemente substituem palavras: Os olhos falam.

Carregado de mensagens reflexivas, belas frases e situações, a obra é envolta em um clima sombrio e belo, que são ainda mais intensificados com a irretocável trilha sinfônica.
O Segredo de Seus Olhos é um inesquecível romance que consegue chegar bem próximo à definição do amor imutável, que muitos passam a vida sem conhecer.

Frase:
"Puede cambiar de todo: de cara, de casa, de famila, de religión, de Dios... pero hay una cosa que no puede cambiar... no puede cambiar de pasión."

Nota 9

3 comentários:

  1. Muito legal seu blog e otimo, e muito criativo, se depois vocês quiser olhar o meu blog e dar a sua opnião eu ficarei muito grato: http://derlandreflexivo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Muito Bom!!!
    Beijos
    Ass: Regiane Soares

    ResponderExcluir
  3. BOM,COM MUITO ORGULHO QUE ESTOU POSTANDO!JÁ FAZ ALGUM TEMPO RECOMENDEI ESTE FILME P VC,EU NÃO HAVIA ASSISTIDO AINDA,MAS SEM DÚVIDAS SABIA QUE IRIA GOSTAR E REALMENTE O FILME SURPREENDE EM VÁRIOS MOMENTOS,,FUGINDO TOTALMENTE DO QUE ESTAMOS ACOSTUMADOS EM FILMES TANTO ARGENTINOS QUANTO AMERICANOS É NA VERDADE UM FILME COM IDENTIDADE PRÓPRIA,ASSIM COMO VC,ESTA DE PARABÉNS O BLOG ESTA SEMPRE INCRÍVEL,UM GRANDE BJU..........EDNA.

    ResponderExcluir